Como surge o líder coach?

O líder coach surgiu da necessidade do mercado acompanhar as mudanças que ocorrem em velocidade exponencial ao longo dos últimos dos anos. Como avalia a professora nos cursos de pós-graduação da Universidade de Sorocaba (Uniso), Susi Berbel, há poucos anos, por exemplo, as exigências não eram as mesmas de hoje, e para este novo modelo de mercado, surge o líder coach.

O que mudou no ambiente empresarial

Segundo Susi Berbel, a rápida incorporação de modernas tecnologias está exigindo a recuperação das habilidades humanas dentro das estruturas empresariais. “O que vai fazer diferença para um colaborador é a competência comportamental dele”, explica a professora.

Dentre as novas competências exigidas, estão a capacidade de se adaptar e de enfrentar mudanças, a de ser resiliente e a flexibilidade apresentada frente às incertezas do mundo em transformação.

Diante desse cenário, que exige decisões rápidas e assertivas, o colaborador contemporâneo também precisa desenvolver autonomia e assumir com a empresa um comprometimento como se fosse administrador de seu próprio negócio. Com essas características, esses colaboradores são os mais valorizados no mercado de trabalho.

O que difere o líder coach de um líder nos moldes tradicionais

“O líder coach é aquele que desenvolve as habilidades, especialmente as comportamentais, dos colaboradores do seu time”, explica Berbel.

Para alcançar esse estágio e poder trabalhar no desenvolvimento das habilidades dos outros colaboradores, o líder coach é um profissional que precisa estar sempre buscando novos conhecimentos, sejam eles da sua própria área ou de outras.

Ele também trabalha com a intuição, um conceito que, até pouco tempo atrás, não era utilizado ou aceito no meio empresarial. “Intuição é um processo pelo qual passamos, às vezes e involuntariamente, para chegar a uma conclusão sobre algo. Na intuição, o raciocínio que se usa para chegar à conclusão é puramente inconsciente, fato que faz aqueles menos avisados acreditarem que a intuição é um processo paranormal. Não se trata disso! O inconsciente armazena conhecimentos, informações que são resgatadas quando permitimos nos observar e explorar as ideias que surgem na mente”, esclarece Berbel.

Segundo a professora, quanto maior for o leque de conhecimentos adquiridos pelo líder coach ao longo da vida, mais eficiente será sua tomada de decisões por meio da intuição.

Outra questão sobre a qual o líder coach está atento é o clima organizacional. Num contexto em que as habilidades comportamentais e o resgate do humano se apresentam como um diferencial competitivo para as organizações, o líder coach deve estimular um clima favorável ao desenvolvimento dessas habilidades.

 “Muito tem se falado sobre felicidade nas organizações. Sim, pessoas felizes, com sentimento de pertencimento, com propósito, que encontram significado em seus trabalhos, produzem mais e melhor!”, argumenta a professora.